2/27/2007

Galpão das Artes

É preciso que a noite esfrie
para que o sol chegue

É preciso que a idade chegue
para que a pressa acabe

É preciso que a pressa acabe
para que as rugas marquem

É preciso que as rugas marquem
para que a sabedoria permaneça

É preciso que a sabedoria permaneça

as rugas marquem
a pressa acabe
e o sol chegue

para a graça ficar de vez

Um comentário:

tatiana cobbett disse...

é o ciclo flor...preciso e necessário...IÇA!!!
beijares da Tatá