5/12/2010

Liana Keller

Como fazer poesia com humor?

Não conheço a Liana, mas sou apaixonada pela maneira que ela escreve sobre o cotidiano poético. É síntese, beleza e humor. Sem falar de como ela consegue nos colocar na situação, compartir junto o " it" do momento. Amo!

"brinde"

eu descia a consolação.
foi então que vi uma senhora que vendia cafézinhos e afins junto ao murão do cemitério.
parei,pedi um café puro.
logo,apareceu um morador de rua ao meu lado.
e disse:"-ó,se não quiser dar,não é obrigada...não precisa...maaaas...pode me pagar um cafézinho??"
eu:"-cafézinho?"
ele:"-sim."
eu:"-um café para ele,por favor."
ela serviu-o.
ele ficou contente.
sorriu.poucos dentes na boca.
sorriso sincero,aberto.
sorri em resposta.
foi aí que ele ofereceu um brinde:
"-ao dia do seu casamento!você será muito feliz!"
*

www.lianatrapo.blogspot.com

3 comentários:

Priscila disse...

Curti a Liana por aqui. Vou lá dar uma olhada!

Marciano lopes disse...

Vc lançou o 4o livro? "A data invisível do poema"? Beijos do ET.

clotilde zingali disse...

adorei ver vc na entrevista. a performance. puxa...que saudade daquele dia curto em Porto Alegre. saudade! Clô