4/11/2008

Perseu e o senhor que unge


cama de nuvens.o gato perseu entra na igreja. gato com coração dilacerado é uma lebre.velhinho dá um abraço em Nssa Senhora Aparecida. perseu, o gato cinza, queria ter mais tempo para ficar contemplando a imagem. embora dentro do seu silêncio, perseu prefere o silêncio dolorido de uma igreja. ele gosta de ouvir, entre respiros, algumas gotas salgadas formarem poças de alívios.alívios.o leve de um alívio. perseu sofre, mesmo com seus olhos de tigre-dente-de-sabre. mesmo com suas lâminas bucais. perseu gosta de dormir nos bancos das igrejas.perseu gostaria de ter mais janelas onde observar o mundo. perseu ama os companheiros, mas gosta muito mais de dias de chuva dentro da casa de madeira ,vapor no ar, e estar só, por detrás da solidão. perseu adora fumaça e sossego.adora a tranquilidade de uma oração. perseu gosta do coração de jesus. Aquela bola entre os espinhos não precisa expirar água, não precisa gritar. perseu gosta de ficar no canto e deitar-se à sombra do velhinho e suas mudas de lírios de plástico. perseu gosta de ver o barulho bem de longe. gosta de andar e ver, andar e não ser visto.gosta do cinza para poder se proteger dos raios.gosta de chorar sem ser percebido.é que perseu chora pra dentro.perseu queria, para sempre, ficar dentro da igreja, perto daquele coração que derrama perdão, amor e vermelho.perseu gosta de andar enão ser visto. perseu gosta do coração que sai de dentro da roupa. perseu gosta de ver as pessoas se ajoelharem e de repente caminharem nas nuvens com o senhor que unge. o senhor dá as mãos a todos. acena sempre um panfleto de milheiro, com esperança entre os dedos.o senhor acaricia o rosto de perseu. o senhor não sabe seu nome. mas sabe o que perseu precisa.o banco. o branco do recomeçar.as nuvens com pêlos macios e claros.e a paz para chorar e para rir, quando quiser.perseu queria ter mais tempo para escrever histórias e mostrar ao senhor que unge. perseu gosta de dormir sabendo que o mundo não vai cair nas suas costas. perseu fica brincando com as joaninhas sem matá-las.perseu só quer o movimento de dentro. perseu quer ficar ali, sendo ungido pelos lírios, pela serenindade do senhor que abraça uma unção sem saber o seu nome. com aquelas mãos ungidas. que por causa do tempo, não tem mais medo de tocar, tudo o que existe.
*foto: Eduardo Green

4 comentários:

Fernando disse...

lindo. perseu cata as joaninhas. mas só pra ver a beleza delas. depois solta.

Enzo Potel disse...

eu acho Ezra Pound muito superior a mim e também acho ele um porre!!!

Enzo Potel disse...

ah, e perseu é ma-ra-vi-lho-so.

zamy disse...

Tenho um gato igual o da foto.
Gostei muito do texto.